Texto essa música é um clássico red final
Na dança do ventre, música clássica é um termo ainda muito utilizado em nosso país para se referir às músicas que possuem uma estrutura muito definida e são usadas para apresentações de dança do ventre.

Seguem alguns termos que costumo usar para identificar essas estruturas:

Introdução

Chamada da bailarina

Entrada da bailarina

Ritmo de transição

Desenvolvimento

Momento inusitado

Finalização

Saída da bailarina

Usei alguns termos que conheço, mas você pode conhecê-los com outros nomes ou uma divisão diferente.

Não existe a obrigação de se ter todos esses elementos em todas as músicas. O autor, ao fazer sua composição, tem a liberdade de variar esses elementos de acordo com a sua presença e tempo de duração. Mas, no geral, as músicas clássicas, ou misancene (outro termo usado para se referir a essas músicas), possuem a maioria dessas estruturas bem definidas.

Porém, a palavra “clássico” é amplamente disseminada na música mundial para compor termos com outros significados, como:

  • Música clássica, que se refere à música erudita: “músicas produzidas ou enraizadas nas tradições da música secular e litúrgicaocidental, que abrange um período amplo que vai aproximadamente do século IX até o presente. São músicas que são fruto da erudição, e não das práticas folclóricas e populares. O termo é aplicado a toda uma variedade de músicas de diferentes culturas, e é usado para indicar qualquer música que não pertença às tradições folclóricas ou populares.” Segundo Wikepedia.
  • Clássicos da música, que faz menção a músicas consagradas pelo tempo e pela audiência. Como clássicos da MPB, aqui no Brasil ou os Clássicos do Rock!

Assim, quando usamos esse termo para classificar alguma música árabe, temos que tomar cuidado!

Um clássico da música árabe pode não ser uma música clássica! Um bom exemplo são algumas músicas de Om Kunthum, cantora mais que consagrada no mundo árabe. Aliás, é indispensável conhecer o trabalho dela. Se pegarmos versões originais de algumas de suas composições, veremos que elas têm entre 45 e 55 minutos de duração!

São músicas feitas para serem ouvidas, sentidas e até para nos conduzirem a profundos momentos tarab (Ah! e não me refiro à dança aqui… Ui! mais um termo que dá o que falar!). E não necessariamente para serem dançadas. Mas elas podem ser dançadas também. Apesar de terem os adeptos de que Om Kuntum não se dança, outros entendem que podem-se ter grandes performances com essas obras de arte. Tanto que existem muitas adaptações dessas músicas para isso. Profissionais que adaptaram alguns trechos da música original à estrutura de música clássica, para que a bailarina possa apresentá-la num show. Essas adaptações tem o tempo mais reduzido e boa parte das estruturas que comentamos acima.

Concluindo, temos que entender se a composição que temos nas mãos é um clássico, se é clássica ou uma música clássica!

Existem até músicas clássicas da dança (que não tem a ver com as músicas clássicas eruditas) que também são clássicos da música árabe.

Pode parecer confuso. Essa é mais uma dessas situações em que só aprenderemos a lidar adquirindo experiência no assunto.

Quanto mais entrarmos em contato com informações sobre música, melhor compreenderemos onde acaba um termo e onde começa o outro.

Então o negócio é estudar!

Para dançar mais, melhor e sempre.

Bons estudos!

Venha estudar comigo!

Informações: nesrine@nesrine.com.br